HomeArtigos Gestão & Carreira › As cinco disciplinas

As cinco disciplinas

Aprender a aprender em grupo. Essa é a essência da proposta da Organização de Aprendizagem apresentada por Peter Senge em seu livro A Quinta Disciplina.

Existem alguns desafios a superar para que uma organização torne-se uma organização de aprendizagem. O primeiro deles é a expansão do nosso modelo mental, saindo de um modelo cartesiano de dividir o todo em partes para melhor entender o mundo e, nesse processo, deixando de ver o todo. Dentro de uma organização é preciso ser capaz de ver tanto as partes como o todo, e, principalmente, ver os entrelaçamentos entre as partes.

Nesse contexto, são as pessoas que constituem o principal meio de alavancagem para os processos de aprendizados que geram as mudanças desejadas.  Esse aprendizado é contínuo, individual e também, e principalmente, em grupo.

A proposta de uma Organização de Aprendizagem é a de um grupo que tem por objetivo aprender coletivamente, potencializando o aprendizado através das interações e de novas oportunidades geradas pelo convívio.

O estudo conjunto das cinco disciplinas propostas pelo autor tem como resultado o exame e modificação produtiva do modo de pensar e a modificação das interações entre as pessoas e dos processos nas instituições.

No contexto organizacional, o autor entende como disciplina “um conjunto de técnicas que devem ser estudadas e dominadas para serem postas em prática”.

As cinco disciplinas devem funcionar em conjunto. É importante ficar alerta para o modelo mental cartesiano que pode nos levar a não dar o mesmo tratamento prioritário a todas elas ou de acreditar que obterá resultados tendo domínio apenas de algumas delas.

Veja uma síntese do que o autor descreve para cada uma das disciplinas.

Domínio pessoal – “aprender a expandir nossa capacidade pessoal para criar os resultados que mais desejamos, e criar um ambiente organizacional que estimule todos os seus membros a se desenvolverem na direção das metas e fins escolhidos”.Significa ter clareza dos objetivos e seus significados e ter clareza da situação atual. Domínio pessoal é saber querer algo e criar e lidar com a tensão para sair em busca da realização desse querer. Duas crenças precisam ser superadas para que cada um conquiste essa primeira disciplina: acreditar na própria capacidade de conseguir seus objetivos superando obstáculos e acreditar que merece esse objetivo que deseja.  É preciso também aprender a integrar razão e intuição.

Modelos mentais – “reflexionar, esclarecer continuamente e melhorar nossos quadros internos do mundo, e determinar como eles moldam nossas ações e decisões”. “Modelos mentais são idéias profundamente arraigadas, generalizações ou imagens  que influenciam nosso modo de encarar o mundo e nossas atitudes”.

Objetivo comum (Visão compartilhada) – “construir um senso de compromisso em que um grupo, desenvolve imagens compartilhadas do grupo que buscamos criar, e os princípios e práticas orientadoras pelos quais esperamos chegar lá”; é o que torna possível um sentimento de coletividade, de pertencimento, que leva ao comprometimento em vez de à obediência. É o comprometimento que traz energia, paixão e ação.

Aprendizado em equipe – “transformar as habilidades conversacionais e coletivas de raciocínio, de modo que grupos de pessoas possam, confiavelmente, desenvolver inteligência e capacidade maiores do que a soma dos talentos do membros individuais”. Essa disciplina exige a prática do diálogo.

Raciocínio Sistêmico –“um modelo de apreciar, e uma linguagem para descrever e entender, as forças e interrelações que moldam o comportamento de sistemas. Essa disciplina ajuda-nos a entender como mudar sistema de modo mais eficaz, e agir em melhor sintonia com os processos maiores do mundo natural e econômico”. Essa disciplina significa ser capaz de ver as interrelações entre as partes de um sistema e ver a mudança não com eventos, mas como processos.

O Raciocínio Sistêmico é a quinta disciplina; precisa das outras quatro para realizar seu potencial:

…” objetivo comum para obter um engajamento a longo prazo: modelos mentais para detectar nossas falhas na maneira atual de ver o mundo; aprendizado em grupo para que as pessoas possam enxergar além dos limites de suas perspectivas pessoais; domínio pessoal para nos motivar a pesquisar continuamente como as nossas ações afetam o mundo em que vivemos”.

Fonte:
SENGE, Peter. A Quinta Disciplina: Caderno de Campo. Editora Qualitymark. 2000.

Feliz o aluno a quem o mestre agradece.
Talmude